O clima de tensão entre jovens e a polícia era limitado na manhã desta segunda-feira no bairro de Exarchia, centro de Atenas, onde um policial matou a tiros um adolescente de 15 anos.

Jovens continuavam ocupando a Escola Politécnica e a Universidade de Economia, em Exarchia, e jogavam pedras e coquetéis molotov contra os policiais.

O centro de Atenas, área de várias lojas, bancos e concessionárias de automóveis na avenida Alexandras, onde fica o quartel-general da polícia, e o bairro de Exarchia registraram confrontos entre policiais e jovens revoltados.

Treze agentes e seis pessoas ficaram levemente feridas e 20 manifestantes foram detidos.

O Partido Comunista Grego (KKE), o pequeno partido de esquerda Syriza e outros grupos de esquerda anunciaram novas manifestações para a tarde desta segunda-feira.

O adolescente morto, Andreas Grigoropoulos, membro de um grupo de 30 jovens que atiravam pedras e outros objetos contra um veículo com dois policiais, foi morto a tiros por um agente.

O policial foi detido domingo por homicídio voluntário e seu colega por cumplicidade.

Leia mais sobre: Grécia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.