Centenas de casas foram reduzidas a cinzas e milhares de moradores foram forçados a abandonar o sul da Califórnia por uma série de incêndios, que se propagam com os fortes ventos, o que deixa virtualmente sitiada a cidade de Los Angeles.

Mais de 500 trailers foram totalmente destruídos e 10.000 pessoas deixaram a região em conseqüência de um incêndio iniciado sexta-feira à tarde no distrito de Sylmar, subúrbio próximo de Los Angeles.

As chamas, que já devastaram 3.200 hectares, foram registradas no momento em que os bombeiros ainda batalhavam para controlar o fogo na luxuosa área de Montecito, um refúgio de celebridades 160 km ao norte de Los Angeles.

Também foram registrados novos focos de incêndio nas cidades de Yorba Linda e Corona, ao sudeste de Los Angeles, que destruíram pelo menos 20 casas e forçaram o fechamento de várias estradas importantes.

Mais de 20.000 pessoas receberam ordem de evacuação no condado Orange, informa o jornal Los Angeles Times.

O prefeito de Los Angeles, Antonio Villaraigosa, atribuiu a violência dos incêndios à força devastadora dos ventos, que alcançam 130 km/h.

O supervisor do condado de Los Angeles, Zev Yaroslavsky, afirmou que o fogo iniciado em Sylmar é o pior incêndio na região desde 1961, quando as chamas que atingiram a zona exclusiva de Bel Air destruíram 480 residências.

Quase 2.000 bombeiros, com o auxílio de helicópteros e veículos, lutam para conter o avanço das chamas. O governador Arnold Schwarzenegger decretou estado de emergência em todo o condado de Los Angeles.

Onze pessoas ficaram feridas no sábado, incluindo nove bombeiros, segundo o Los Angeles Times.

No entanto, o incêndio de Sylmar é apenas um dos vários que afetam o sul da Califórnia. As autoridades também combatem o fogo na área de Yorba Linda, 64 km ao sudeste de Los Angeles.

Além disso, centenas de bombeiros tentam controlar o incêndio iniciado na quinta-feira no balneário exclusivo de Montecito. Nesta área as chamas, controladas em 40%, destruíram 111 casas e queimaram 728 hectares.

No outono (hemisfério norte) de 2007, o sul do estado foi afetado por incêndios que deixaram oito mortos, destruíram 2.000 casas e provocaram a evacuação de 640.000 personas.

rcw/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.