Incêndios matam 32 e ferem 100 em Moçambique

Maputo, 5 set (EFE).- Pelo menos 32 pessoas morreram e outras 100 ficaram feridas na última semana devido aos vários incêndios ocorridos em Moçambique, informou hoje a imprensa local.

EFE |

Os incêndios destruíram, além disso, milhares de casas e 16 mil hectares de áreas de cultivo, segundo as autoridades locais.

O governador da província de Sofala, Alberto Vaquina, disse ao jornal "Notícias" que em sua região, 21 pessoas morreram e 722 casas ficaram destruídas.

"Mais de duas mil pessoas perderam seus lares e, por isso, o principal objetivo do Governo é trabalhar para socorrer à população desabrigada", disse Vaquina.

Alimentos, produtos de higiene, tendas de campanha, utensílios domésticos e plástico para montar abrigos foram distribuídos entre a população, acrescentou Vaquina.

Na província de Manica, 11 pessoas morreram e 26 ficaram feridas, sendo quatro delas em estado grave.

Calcula-se que ao menos 900 casas foram destruídas em Manica pelos incêndios descontrolados que começaram na segunda-feira passada e que se intensificaram devido aos fortes ventos que castigam a região. EFE rb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG