Ministro russo afirma que todos os focos na região de Moscou serão apagados até domingo

Os incêndios florestais que devastaram cerca de 900 mil hectares de florestas na Rússia causou um prejuízo de US$ 400 milhões (o equivalente a mais de R$ 700 milhões), segundo informou nesta quinta-feira o ministro para Situações de Emergência russo, Serguei Shoigu.

Fogo atinge lixão em região próxima a Moscou, na Rússia
AFP
Fogo atinge lixão em região próxima a Moscou, na Rússia

O ministro afirmou que até, nas últimas 24 horas, a área de florestas atingidas pelo fogo em todo país caiu pela metade. Segundo os números oficiais, 201 novos incêndios foram registrados enquanto 298 foram controlados.

Nesta quinta-feira, 313 incêndios estavam ativos em uma área de 11.227 hectares. De acordo com o ministro, a previsão é que todos os focos na região de Moscou, capital da Rússia, sejam apagados até o próximo domingo. Um dos focos mais preocupantes é o que atinge um lixão a céu aberto de cerca de 15 hectares.

Quase um milhão de hectares foram arrasados desde o início de julho pelos incêndios que deixaram 54 mortos e mais de 3.500 pessoas sem teto, segundo o mais recente balanço oficial.

Nesta quinta, a temperatura máxima diurna baixou pela primeira vez em mais de seis semanas a 24 graus Celsius em Moscou, e deve continuar caindo nos próximos dias.

Com AFP e EFE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.