Incêndios destroem casas e deixam dois mortos na Califórnia

Três incêndios florestais propagados por fortes ventos destruíram dezenas de casas perto de Los Angeles e provocaram a morte de duas pessoas. Mais de mil bombeiros estão combatendo as chamas e milhares de pessoas foram retiradas de áreas do norte e oeste da cidade.

BBC Brasil |

O governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, declarou estado de emergência em dois condados.



Mais de 1000 bombeiros trabalham para combater as chamas

"O Estado está coordenando com as autoridades locais e federais para garantir que os bombeiros tenham os recursos necessários, mas, com uma situação tão grave em nossas mãos, precisamos que os moradores tomem todas as precauções para permanecerem seguros durante estes momentos perigosos e difíceis", afirmou o governador em declaração publicada pelo jornal Los Angeles Times.

Um dos incêndios, chamado pelos bombeiros californianos de incêndio Marek, atinge 1,9 mil hectares na ponta nordeste do Vale de San Fernando. Outro incêndio, chamado de Sesnon, atinge uma área de 2 mil hectares na ponta oeste do vale.

Relatos indicam que outros 1,2 mil hectares estão em chamas na área de Camp Pendleton, o que levou à evacuação de 1,4 mil casas perto da marina do condado de San Diego.

O porta-voz do corpo de bombeiros de Los Angeles, Brian Humphrey, disse que o incêndio tende a se dirigir para a costa, mas acrescentou que os bombeiros estão fazendo o melhor que podem para impedir que isso aconteça. "Dois terços do nosso departamento estão no caminho", afirmou.

O sul da Califórnia é vulnerável a incêndios florestais no período entre outubro e fevereiro.

Helicópteros

As causas dos incêndios ainda não foram determinadas, segundo o Los Angeles Times.

"É uma situação muito perigosa", disse o chefe do Corpo de Bombeiros do condado de Los Angeles, Michael Freeman, pedindo para que os moradores deixem as áreas de perigo. "É possível até que as pessoas não consigam fugir mais rápido do que o incêndio se estiverem perto dele."

Helicópteros e aviões com água foram mobilizados para tentar ajudar a lutar contra as chamas, mas os ventos com mais de 90 quilômetros por hora estão prejudicando as operações.

Os ventos poderão ficar ainda mais fortes nos próximos dias, e as autoridades temem que mais casas possam ser ameaçadas pelas chamas.

Até o momento, mais de 30 trailers já foram destruídos pelo incêndio Marek e 19 construções, incluindo casas, já foram danificadas ou destruídas pelo incêndio Sesnon.

Segundo as autoridades, 1,2 mil pessoas foram retiradas do caminho do Marek. Escolas, empresas e estradas foram fechadas.

Leia mais sobre: incêndio

    Leia tudo sobre: fogo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG