Incêndios deixam rastro de destruição em vários países da Europa

Gigantescos incêndios devastaram nesta quinta-feira as florestas de diferentes países da Europa, como Espanha, Itália, França e Grécia.

Redação com AFP |


Incêndio florestal na Espanha já matou cinco bombeiros / AP


Na Espanha, o país mais afetado, mais de 15 mil hectares de florestas foram destruídos. Somente na região de Aragão, no norte do país, quase 10 mil hectares foram devastados na província de Teruel.

Vários focos de incêndio continuam ativos. Muitos já foram controlados, mas o maior de todos, que já destruiu 7 mil hectares, ainda tem duas frentes abertas, segundo o governo regional, que atribuiu o fogo a tempestades de raios.

Um bombeiro de 47 anos faleceu nesta quinta-feira quando seu caminhão caiu em um barranco. Trata-se do quinto profissional espanhol morto nesta semana. Muitos outros ficaram feridos.

Na Catalunha, o incêndio que devasta há vários dias a Horta de Sant Joan continua ativo. Ele já destruiu 1.140 hectares. Na região de Castilha e Leon (norte), o governo regional avaliou em 3 mil o número de hectares queimados na área de Treviño. Perto dali, na província de Soria, 1.200 hectares foram destruídos.

Além disso, dois incêndios continuam ativos na província de Cuenca, no leste da região de Castilha la Mancha. Segundo as autoridades, pelo menos um dos focos foi provocado deliberadamente.

AP
Avião tenta combater o fogo na Grécia

Avião tenta combater o fogo na Grécia

Na Grécia, vários incêndios destruíram florestas e plantações agrícolas no sul da península de Peloponeso e na ilha de Evia.

Na Itália, incêndios causaram a morte de um camponês na região de Sassari, norte da Sardenha, nesta quinta-feira. Além disso, um idoso sofreu um ataque cardíaco quando tentava se proteger das chamas e um pecuarista está desaparecido, anunciou a proteção civil.

Perto de Cagliari, no extremo sul da ilha, detentos foram retirados de uma prisão ameaçada pelas chamas. No sudoeste da ilha, em Capo Pecora, 120 banhistas cercados por um incêndio foram resgatados por helicópteros e lanchas da defesa civil.

A onda de calor - a temperatura chegou a 46 graus em algumas partes da Sardenha nesta quinta-feira - e os fortes ventos são os principais culpados pelos incêndios.

Na França, o fogo que devastou 1.300 hectares perto de Marselha, no sul do país, foi controlado na manhã desta quinta-feira. Três incêndios que já destruíram mais de 1.000 hectares continuam ativos no sul da Córsega. Em Portugal, incêndios menores que já se encontram sob controle.

Leia mais sobre incêndios


    Leia tudo sobre: espanhagréciaincêndio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG