Incêndios ameaçam se unir e causar mais destruição na Austrália

Sydney (Austrália), 11 fev (EFE).- Dois enormes incêndios florestais separados apenas por 18 quilômetros ameaçam se juntar a qualquer momento e criar um enorme massa de fogo descontrolada que destruiria as povoações das imediações, advertiram hoje os bombeiros do estado australiano de Victoria.

EFE |

O incêndio de Maroondah-Yarra, que arde perto de Healsville (a noroeste de Melbourne), e o de Bunyip Park (a oeste da capital do estado), se aproximam devido à presença de novos focos no espaço que os separa, provocados pela queda de relâmpagos nas últimas horas.

"Há várias zonas habitadas nessa área. O município de Powelltown está praticamente no meio", disse o porta-voz dos bombeiros Steve Warrington.

No momento, bombeiros estão construindo linhas de contenção entre eles, mas uma mudança de direção do vento pode tornar seus esforços inúteis, segundo explicou Warrington.

As previsões advertem que os ventos do sul aumentarão hoje sua velocidade a 45 km/h, embora o Escritório de Meteorologia não preveja que sopre do norte até quarta-feira.

O número de mortos no maior desastre natural da história da Austrália já passa de 181, embora outras 50 pessoas ainda se encontrem desaparecidas. EFE mg/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG