Incêndio no Paquistão deixa 40 mortos

Pelo menos 40 pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas em um incêndio que destruiu várias casas em um bairro pobre do sul da cidade portuária de Karachi, informou nesta sexta-feira o secretário provincial da Saúde.

AFP |

Segundo as primeiras informações, o incêndio pode ter sido provocado pela queda de um cabo de energia sobre um barraco, destacou Saghir Ahmed, secretário de Saúde da província de Sindh, cuja capital é Karachi.

O policial Majid Dasti afirmou à AFP que os investigadores também contemplam a possibilidade de que os moradores tenham iniciado o fogo para se aquecer e que, depois, o vento teria propagado as chamas.

Vinte e duas crianças morreram no incêndio, que que começou por volta da meia-noite (17h00 Brasília), quando muitos moradores dormiam, de acordo com o policial Waseem Ahmad.

Duas pessoas faleceram no hospital horas depois do incêndio, elevando o balanço de 38 mortos a 40.

O incêndio também deixou mais de 20 feridos, alguns em estado grave.

Um fotógrafo da AFP observou cerca de 30 barracos destruídos pelas chamas. Ao que parece, mais de 200 pessoas moravam nas habitações atingidas.

Os barracos ficavam entre três grandes prédios e havia apenas uma saída, que foi rapidamente bloqueada pelas chamas, destacaram os bombeiros.

"A falta de uma saída, sem dúvida, foi a causa da maior parte das mortes", disse o oficial dos bombeiros Ehtesham Salaam.

"É uma catástrofe. Perdi tudo. Minha vida foi destruída", lamentou um dos sobreviventes, Mohammed Khan, que perdeu mulher e dois filhos no incêndio.

Karachi tem cerca de 12 milhões de habitantes e o incêndio foi um dos mais graves no Paquistão nos últimos anos.

hm/LR/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG