Incêndio na província de Antalya queimou mais de 10 mil hectares

Istambul, 2 ago (EFE).- Um incêndio que começou há três dias na província de Antalya, no sul da Turquia, e que ainda não pôde ser controlado já queimou mais de 10 mil hectares, e duas pessoas estão desaparecidas, informou hoje a rede NTV.

EFE |

O incêndio começou na área de floresta dos distritos de Serik e Manavgat, da turística província de Antalya, mas longe dos centros de lazer onde se concentram os visitantes.

O fogo chegou a ameaçar o monumental teatro grego de Aspendos, mas, no final da noite da sexta-feira, essa frente pôde ser controlada e, segundo esclareceu o subchefe da Direção Geral de Florestas da Turquia, Mustafa Kurtulmuslu, o ponto arqueológico já está fora de perigo.

Por causa do fogo, vários povoados tiveram que ser desocupados e há duas pessoas desaparecidas.

A terceira pessoa que tinha desaparecido desde o início do incêndio foi encontrada desmaiada por inalação de fumaça, ao tentar evitar que seu campo de oliveiras fosse consumido pelas chamas.

Os trabalhos de extinção do fogo em Antalya contam com mil efetivos do corpo de bombeiros e do Ministério do Meio Ambiente e Florestas, além de sete aviões e seis helicópteros.

Segundo a imprensa turca informou ontem, o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) ameaçou provocar incêndios nas florestas do oeste da Turquia se não acabarem as manobras militares do Exército turco no sudeste, que a organização separatista acusa de serem causadoras de chamas nessa zona do país. EFE Amu/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG