Por Mary Milliken LA CAÑADA FLINTRIDGE, Estados Unidos (Reuters) - Um incêndio florestal iniciado há cinco dias nos arredores de Los Angeles fez no domingo suas primeiras vítimas fatais - dois bombeiros cujo veículo despencou de uma estrada.

O fogo já consumiu 17,2 mil hectares, sendo cerca de 2.800 desde o amanhecer de domingo. Ele ameaça 10 mil casas e está cercando o centro nevrálgico das telecomunicações na região. Pelo menos 18 casas já foram destruídas.

O governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, deixou às pressas o funeral do senador Edward Kennedy para acompanhar a situação. Ele alertou a população a seguir as orientações das autoridades para abandonar a região.

As chamas avançam numa frente de 24 quilômetros pelos morros acima dessa região populosa, e a fumaça pode ser vista a centenas de quilômetros.

"O que vimos hoje é novamente um comportamento extremo do fogo", disse o comandante dos bombeiros Mike Dietrich. "Mas houve excelentes salvamentos feitos nas comunidades ao pé do morro, um ótimo trabalho dos bombeiros."

Os dois bombeiros mortos trabalhavam na tarde de domingo na Floresta Nacional de Los Angeles, quando seu veículo caiu num despenhadeiro.

Ao anoitecer, os bombeiros focavam no monte Wilson, onde há torres de transmissão para rádio, TV e serviços de emergência. Aviões lançavam água na área, mas Dietrich disse que o fogo poderia atingir as torres na noite de domingo ou amanhecer de segunda-feira.

Mais de 2.800 bombeiros trabalham em terra, vindos inclusive de outros Estados, como Wyoming e Montana. Eles tentam construir mais de 160 quilômetros de uma linha de proteção contra o fogo.

O incêndio começou na quarta-feira, acima da sofisticada localidade de La Cañada Flintridge, devido a causas ainda sob investigação. Até agora, só foi contido em 5 por cento, e as autoridades preveem que ainda pode crescer, por causa do calor e da baixa umidade.

No subúrbio de La Crescenta, 25 quilômetros ao norte do centro de Los Angeles, as ruas estavam vazias na tarde de domingo, exceto por alguns moradores que fugiam a pé levando malas e outros pertences. Quatro outros bombeiros ficaram feridos e três civis sofreram queimaduras.

Numa área que havia sido desocupada na sexta e sábado, muitos moradores começavam a voltar no domingo, graças à ação de aviões que lançaram água e retardante contra chamas, salvando residências avaliadas em até milhões de dólares.

A empresa elétrica Southern California Edison disse que cerca de 250 clientes ficaram sem energia devido ao fogo.

O governo declarou na semana passada estado de emergência no Condado de Los Angeles, por causa de quatro focos de incêndios. No domingo, Schwarzenegger disse que havia oito "enormes" incêndios no Estado, que já haviam consumido mais de 22 mil hectares.

(Reportagem adicional de Nichola Groom em Los Angeles)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.