Incêndio em trem na Índia mata 32 pessoas

Nova Délhi, 1 ago (EFE) - Pelo menos 32 pessoas morreram e oito ficaram feridas em um incêndio de um trem de passageiros na madrugada desta sexta-feira no sudeste da Índia, informou o Ministério de Ferrovias indiano em comunicado. O fogo começou no vagão-leito S-10 do expresso de Gautami, que liga as localidades de Secunderabad e Kakinada, na região de Andhra, e depois se estendeu para outros quatro carros, segundo o comunicado. A causa exata do incêndio ainda não foi determinada e a investigação está em andamento. Mas não foi explosão de uma bomba, disse durante uma entrevista à imprensa indiana o ministro de Ferrovias, Lalu Prasad.

EFE |

As primeiras investigações apontaram para um curto-circuito que teria acontecido por volta de 1h10 (16h50 de quinta-feira em Brasília), quando o trem circulava por uma área florestal do distrito de Waranagal.

O superintendente policial do distrito, V.C. Sajjanar, assegurou à agência indiana "PTI" que as equipes de resgate recuperaram 15 corpos entre os escombros dos vagões afetados e disse que ainda poderia haver mais no interior.

Um membro da equipe de segurança do trem detectou o incêndio e tentou deter o veículo, o que causou pânico entre os passageiros, que começaram a saltar dos vagões.

Entre os mortos, segundo a "PTI", há uma grávida e três pessoas com algum tipo de deficiência física.

As equipes de ajuda e resgate estão na região e os passageiros feridos já foram levados ao hospital.

O incêndio causou atrasos e cancelamentos no serviço ferroviário de Andhra, embora o Ministério esteja fazendo "esforços" para transferir os passageiros do trem aos seus destinos.

Prasad prometeu ajudas econômicas para as famílias dos falecidos e também para os feridos no incêndio. EFE daa/fh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG