Incêndio em navio mata nove na costa da Venezuela

Por Walker Simon CARACAS (Reuters) - Nove marinheiros foram mortos e cinco sofreram queimaduras em um incêndio no dia de Natal a bordo de um cargueiro grego na costa de uma ilha caribenha da Venezuela, disse a agência de notícias estatal venezuelana ABN na sexta-feira.

Reuters |

A agência citou o almirante Carlos Maximo Aniasi, comandante da marinha venezuelana, segundo o qual o incêndio irrompeu em uma sala de máquinas do "Aegean Wind" antes do nascer do sol e se espalhou pelo navio, que carregava minério de ferro do Brasil para Houston, nos EUA, e tem uma tripulação de 24 pessoas.

"Nove corpos foram encontrados em diferentes compartimentos do navio grego", disse o almirante.

Os corpos pertencem a nove marinheiros dados como desaparecidos durante o dia no navio, 61 km a nordeste da ilha de La Blanquilla, disse Aniasi. O escritório de comunicações da marinha se recusou a comentar o relato da ABN.

Dois filipinos sofreram queimaduras de terceiro grau no rosto e nas mãos e três tripulantes gregos têm queimaduras menos graves, disse Rafael Lugo, o comandante nacional do serviço de Resgate Marítimo e Aéreo da Venezuela.

Dez sobreviventes da tripulação, incluindo uma mulher, estavam no convés, disse Lugo.

Ele disse à Reuters que um helicóptero da Marinha venezuelana baixou um cabo no convés, retirou os feridos e os levou a um hospital em Margarita, uma ilha caribenha onde se localiza o principal resort à beira mar da Venezuela repleto de turistas nesta época.

Um dos marinheiros feridos foi mais tarde levado de avião a Caracas para tratamento em um hospital militar, disse Aniasi.

A causa do incêndio ainda não é conhecida e o "Aegean Sea" será rebocado para Margarita, acrescentou o almirante.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG