Incêndio em mina mata 36 na África do Sul

Johanesburgo, 1 jun (EFE).- Os corpos de 36 mineiros ilegais que morreram no domingo passado em um incêndio em uma mina abandonada na África do Sul foram levados de volta à superfície por seus próprios companheiros, como confirmou hoje a companhia proprietária da jazida.

EFE |

O incêndio aconteceu em uma das galerias da mina de ouro Eland, propriedade da companhia Harmony Gold, em Welkom, localidade situada a 250 quilômetros do sudoeste da capital Johanesburgo.

Ainda não se sabe se outros mineiros ilegais morreram no incêndio, diz a nota da empresa, que ressalta que na semana passada outros seis corpos foram achados nas cercanias da mina, aparentemente levados também à superfície por seus companheiros.

"A companhia não enviará seus próprios empregados em missões de busca subterrânea já que as áreas abandonadas nas quais os mineiros ilegais trabalhavam são extremamente perigosas", diz o comunicado.

Os mineiros ilegais extraem ouro de jazidas abandonados pelas companhias mineiras por se tratarem de locais que se tornaram improdutivos para uma operação comercial em grande escala. EFE jm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG