Trabalhavam no local 329 mineiros, dos quais 279 conseguiram fugir; maioria morreu vítima de gases tóxicos

Pelo menos 16 mineiros moreram durante um incêndio numa mina de ouro no leste da China. Sete pessoas permaneciam presas nas galerias subterrâneas, informou neste sábado a agência oficial Xinhua.

O acidente foi registrado na sexta-feura em Zhaoyuan, província de Shandong. A maioria morreu vítima de gases tóxicos. Dezesseis corpos foram levados à superfície.

Segundo os primeiros elementos da investigação, um cabo elétrico teria causado o incêndio na mina de ouro de Lingnan, que dispõe de autorização legal de funcionamento. A polícia deteve, no entanto, o diretor da mina para interrogatório.

Trabalhavam no local 329 mineiros dos quais 279 conseguiram fugir quando começou o incêndio.

As minas chinesas são as mais perigosas do mundo, sobretudo por negligência em matéria de segurança, pela corrupção e pressão existente para aumentar a produtividade; ano passado, 2.631 pessoas morreram em acidentes nas minas de carvão, que fornecem 70% da energia utilizada pelo país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.