Incêndio em Los Angeles continua avançando

Los Angeles (EUA), 31 ago (EFE).- As chamas continuam avançando no condado de Los Angeles onde um incêndio sem controle causou a morte de dois bombeiros, arrasou mais de 34 mil hectares e destruiu dezenas de casas, informaram hoje as autoridades.

EFE |

O incêndio originado na quarta-feira no parque natural Angeles National Forest, ao nordeste da cidade de Los Angeles, ameaça agora várias localidades, de Acton a Altadena, localizadas ao longo do corredor do vale do Antelope.

A área de risco inclui mais de 12,5 mil construções, das quais 6,6 mil já foram desocupadas durante a noite de domingo.

O último relatório dos bombeiros indicava que, além dos 18 imóveis afetados na tarde de ontem, mais casas foram destruídas pelas chamas, embora não foi quantificado um número.

O incêndio matou dois membros das equipes de extinção, que morreram depois que o veículo onde viajavam sofreu um acidente.

A tragédia abateu o moral dos mais de 2,5 mil bombeiros que trabalham no terreno, com apoio de 12 helicópteros e oito aviões-cisterna.

"Este acidente é trágico. É um momento muito difícil para os bombeiros do condado de Los Angeles, para os homens e as mulheres que servem todos os dias", disse o chefe do departamento, Mike Bryant.

As altas temperaturas, que devem continuar amanhã, o terreno íngreme e a densidade de vegetação na área fizeram com que as equipes de extinção desistissem de atacar a frente das chamas e começassem a estabelecer linhas corta-fogo.

Um dos pontos críticos é o cume do monte Wilson, a mais de 1,7 mil metros de altitude, onde há vários repetidores de comunicações que enviam sinal ao condado de Los Angeles.

Um destacamento de bombeiros passou a noite no local à espera de que o incêndio chegue finalmente a ameaçar a integridade desse centro de transmissões.

Estima-se que o fogo, contido em 5%, estará sob controle no final do dia de amanhã.

Na sexta-feira passada, o governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, declarou o condado de Los Angeles em estado de emergência, o que permitiu às autoridades ter acesso aos fundos especiais criados para situações de perigo.

O fogo causou uma enorme coluna de fumaça que pôde ser vista durante todo o fim de semana da cidade de Los Angeles, onde os gerentes municipais recomendaram evitar as atividades esportivas, devido à má qualidade do ar. EFE fmx/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG