Incêndio em hospital deixa 89 mortos na Índia

Seis gerentes do hospital foram presos por negligência; autoridades de Calcutá afirmam que equipe não ajudou os pacientes

iG São Paulo |

AP
Indiano ajuda a retirar paciente de hospital atingido por incêndio em Calcutá, na Índia
Um incêndio atingiu um hospital na cidade de Calcutá, leste da índia, nesta sexta-feira, deixando ao menos 89 mortos. A maior parte das vítimas morreu de intoxicação causada pela fumaça.

Investigadores da polícia prenderam seis gerentes do hospital. De acordo com Javed Ahmed Khan, ministro do Estado de Bengal Oeste dos Serviços de Emergência da região, eles foram detidos por negligência.

Entre os presos estavam dois co-fundadores do hospital, SK Todi e RS Goenka.

Ele disse que a "maioria dos pacientes" foi abandonada pela mairia da equipe do hospital que estava de plantão.

A ministra-chefe do Estado de Bengal Oeste, Mamata Banerjee, afirmou que a licença do hospital seria cancelada. Ela qualificou o incêndio como um "crime imperdoável".

A causa do incêndio, que começou no porão e já foi controlado, ainda não é conhecida. Autoridades disseram que o local era usado como depósito, apesar de ter sido originalmente planejado para funcionar com estacionamento.

De acordo com testemunhas, os bombeiros demoraram a chegar porque as ruas estreitas que levam ao hospital impedia a passagem dos caminhões. Os portões do hospital foram destruídos pelos bombeiros para que as escadas pudessem passar.

Testemunhas disseram que o alarme de incêndio não soou e que os funcionários fizeram pouco para ajudar os pacientes. De acordo com autoridades indianas, até o alto escalão do hospital correu para se salvar do fogo, sem se preocupar com os demais.

Entre os mortos, três eram funcionários e presume-se que os demais eram pacientes e seus familiares. No momento em que o incêndio começou, 160 pacientes estavam no hospital, eleito recentemente um dos melhores da cidade por uma revista indiana.

Emissoras indianas mostraram imagens de pacientes sendo retirados em macas em meio a uma densa camada de fumaça. Do lado de fora, parentes aguardavam por notícias, muitos em desespero.

A imprensa local lembrou que o mesmo hospital foi atingido por um incêndio de grandes proporções em 2008.

Com AP, EFE e Reuters

    Leia tudo sobre: índiaincêndio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG