Incêndio destrói equivalente a 100 campos de futebol na Argentina

Fogo se alastrou rapidamente e tomou estrada por onde dois brasileiros viajavam. Eles conseguiram escapar

Daniel Cassol, iG Rio Grande do Sul |

Um incêndio de grandes proporções atinge desde segunda uma floresta e pequenos municípios localizados na Patagônia argentina, ao sul do país. Dois brasileiros que viajavam pela região tiveram de fugir do fogo, que se alastrou rapidamente.

Lucas Cuervo
O internauta Lucas Cuervo enviou a imagem do município de Lago Pueblo em chamas

O acidente, que começou nas proximidades do município de Lago Pueblo, com cerca de quatro mil habitantes, teria sido causado por meninos que brincavam com fogo, segundo informações da imprensa argentina. Os municípios de El Bolsón e El Hoyo também foram atingidos, já que as chamas se alastraram rapidamente. Cerca de 100 hectares (o equivalente a 100 campos de futebol) da floresta teriam sido queimados.

Sócios de uma empresa em Porto Alegre, Bento Ribeiro e Lucas Cuervo estavam desde domingo no sul da Argentina e dirigiam rumo ao norte do país. Com as notícias de que a estrada estava bloqueada e o fogo avançava, eles tomaram o caminho de volta. “Foi tudo muito rápido. Uma grande área foi queimada em quatro horas, perto da cidade”, conta Lucas.

Este é um dos incêndios mais importantes das dezenas que vêm ocorrendo na região durante o atual período de estiagem. O vento forte acabou espalhando as chamas. Foi a chuva, no entanto, que permitiu aos bombeiros controlarem o fogo. Nesta quarta, enquanto a reportagem do iG conversava por telefone com os dois brasileiros, que se encontravam em uma estrada próxima a El Hoyo, eles relataram que helicópteros e aviões ajudavam no combate aos focos que ainda restavam.

“Houve muita correria dos moradores. Casas e carros foram queimados. Pegou fogo em tudo. As pessoas saíam de casa como as roupas na mão”, disse Bento Ribeiro. Os dois não tiveram ferimentos e conseguiram retomar a viagem de volta.

A situação no início desta terça era mais crítica. O prefeito de El Hoyo, Mario Breide, disse pela manhã que haviam pessoas desaparecidas e o município estava em uma situação de emergência. “Há famílias desaparecidas e o povoado está rodeado pelo fogo”, afirmou Breide, segundo a agência Telám.

    Leia tudo sobre: PatagôniaArgentinaincêndio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG