Imprensa palestina destaca exigência do papa por dois Estados

Jerusalém, 12 mai (EFE).- A exigência do papa Bento XVI sobre a criação de um Estado palestino ganhou destaque hoje na imprensa palestina, que cobre a visita do pontífice à Terra Santa.

EFE |

"O papa iniciou sua visita com um pedido de reconciliação entre muçulmanos, judeus e cristãos. O pontífice pediu ainda que o conflito palestino-israelense tenha como base a solução de dois Estados", ressaltou o diário governista "Al Ayyam", de Ramala.

Esse jornal disse ainda que "dúzias de cristãos de Gaza deixaram a região para se encontrar com o papa, e esses fiéis transmitirão seu sofrimento em Gaza, e contarão que Israel comete um Holocausto contra a população palestina da faixa".

O independente "Al Quds", de Jerusalém Oriental (árabe), destacou que "o papa pediu aos israelenses e aos palestinos que vivam em paz, cada um em seu país, com suas próprias fronteiras, que sejam reconhecidas pela comunidade internacional".

A oficial "Rádio Palestina" também comentou hoje da atitude do papa diante das críticas formuladas ontem à noite contra Israel pelo juiz Taysir Tamimi, durante um encontro ecumênico que o pontífice assistia.

Comentaristas da emissora se perguntam por que o papa se levantou do fórum "por algumas poucas palavras", e questionaram a necessidade de Bento XVI encerrar sua participação no ato quando o juiz "expunha o sofrimento do povo palestino".

Por último, a agência de notícias independente "Ma'an" ressaltou as críticas feitas pelo Hamas, que governa Gaza, sobre a visita de Bento XVI, que de acordo com o movimento islamita palestino "ajuda a melhorar a imagem de Israel". EFE fn/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG