Imprensa bósnia diz que Sérvia está negociando entrega voluntária de Mladic

Sarajevo, 13 ago (EFE).- O serviço de inteligência sérvio VBA está negociando a entrega voluntária do mais procurado acusado de crimes de guerra, o general servo-bósnio Ratko Mladic, afirma hoje o jornal Nezavisne Novine, de Banja Luka.

EFE |

Após a captura e entrega ao tribunal de Haia do ex-presidente servo-bósnio Radovan Karadzic as autoridades sérvias estariam decididas a também entregar Mladic, afirma o jornal.

O acusado Mladic está foragido, já que "muitas coisas estão em jogo", desde a recompensa por sua entrega, os benefícios para a Sérvia decorrentes de sua entrega, como também as sanções em caso contrário, segundo o "Nezavisne Novine", que cita fontes dos serviços de inteligência fidedignas.

O jornal lembra que o presidente do Conselho Nacional para Cooperação com Haia (NCC, em inglês), Rasim Ljajic, declarou recentemente que as autoridades sabiam que Mladic estava escondido até junho de 2002 em instalações militares e que se escondeu até dezembro de 2005 em apartamentos de Belgrado.

Ljajic garantiu que a busca de Mladic continuará e que seria melhor se o problema fosse resolvido o mais rápido possível. Além disso, pediu que Mladic se entregue voluntariamente.

Mladic, ex-comandante das forças servo-bósnias, é procurado pelo Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII) e é acusado de crimes de guerra e genocídio durante a Guerra da Bósnia (1992-1995).

Sua entrega ao TPII abriria definitivamente o caminho da Sérvia para sua adesão à União Européia (UE), já que a Holanda condiciona a entrada do país pleiteante à entrega de Mladic. EFE nh/wr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG