Imprensa: alemão que ordenou ataque no Afeganistão teria violado normas da Otan

O ataque aéreo que matou civis no norte do Afeganistão há dois dias foi ordenado por um comandante alemão das forças da Otan com base em uma única fonte, em uma possível violação das regras da organização, informa o jornal Washington Post.

AFP |

Segundo a publicação, a equipe da Força Internacional de Assistência à Segurança no Afeganistão (ISAF) responsável por investigar o bombardeio de sexta-feira contra um suposto reduto talibã perto da cidade de Kunduz calculou em 125 o balanço de mortos, com pelo menos 24 civis.

Tomada praticamente com base em uma única fonte, a decisão do militar alemão - que não teve o nome divulgado - violaria ao que parece uma ordem tática estabelecida recentemente pelo comandante da força da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), general Stanley McChrystal, para reduzir as baixas civis.

A norma estabelece que as forças da Otan não podem bombardear casas com base na informação procedente de uma única fonte.

mk/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG