Pelo menos cinco importantes produtores de aço chineses estariam envolvidos no escândalo de espionagem industrial que resultou na prisão de quatro executivos do grupo anglo-australiano Rio Tinto na China, afirma o jornal China Daily.

Entre eles está a Anshan Iron and Steel, um dos maiores grupos chineses, que tem um executivo sob investigação, informa o jornal oficial em inglês, que cita uma fonte da indústria que pediu anonimato.

A mesma fonte afirma ainda que a empresa líder do país, Baosteel, também estaria envolvida, assim como diretores da Associação Chinesa de Ferro e do Aço (CISA).

Pequim anunciou ter provas suficientes para incriminar quatro exectuvos da Rio Tinto, entre eles o diretor da empresa em Xanghi, o australiano Stern Hu, acusados de roubo de segredos de Estado.

O governo, no entanto, não divulgou detalhes sobre os atos de suposta espionagem dos executivos.

jg/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.