WASHINGTON (Reuters) - O ex-líder da maioria no Senado Tom Daschle recusou sua nomeação como secretário da Saúde, feita pelo presidente dos Estados Unidos Barack Obama, nesta terça-feira, dizendo que não quer ser um transtorno depois de pagar 140 mil dólares em impostos atrasados. Nesta manhã, Tom Daschle me pediu para retirar sua nomeação para a Secretaria da Saúde e serviços Humanos, disse Obama em declaração. Eu aceitei sua decisão com tristeza e pesar.

Daschle, que foi cotado para liderar uma grande reforma no custoso sistema de sáude pública norte-americano, declarou que estava se retirando porque não queria ser uma transtorno.

(Reportagem de David Alexander)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.