O imperador Akihito do Japão sofre de hemorragias no estômago provocadas pelo estresse, mas não tem mais uma arritmia cardíaca, informou a agência de notícias Kiodo, com base em fontes do palácio imperial.

A Agência Imperial não confirmou as informações.

Akihito, que completará 75 anos no fim de dezembro, cancelou as atividades oficiais durante vários dias da semana passada depois que os médicos diagnosticaram uma arritmia cardíaca e pressão arterial elevada.

Akihito foi operado em 2003 de um câncer de próstata e segue uma terapia hormonal para evitar uma recaída.

Ele subiu ao trono de Crisântemo em 1989, após a morte de seu pai, o imperador Hirohito, que faleceu aos 87 anos.

O imperador é o chefe de Estado, uma função simbólica, desprovida de poder político.

bur-dr/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.