Impacto da crise será tema de debate em cúpula sobre desenvolvimento do G8

Roma, 10 jun (EFE).- O impacto da crise econômica nos países mais pobres será o centro do debate na Cúpula sobre Desenvolvimento do G8, durante os dois dias de reuniões que começam amanhã, em Roma, e para os quais foram convidados, entre outros, Brasil e México.

EFE |

Além dos dois países latino-americanos, foram convidados os outros três componentes do chamado Grupo das Cinco (G5) potências emergentes (China, Índia e África do Sul), assim como o Egito, a União Africana (UA) e a Nova Associação para o Desenvolvimento da África (Nepad).

As questões que afetam a África será outro assunto tratado na cúpula, que acontecerá na sede do Ministério de Assuntos Exteriores da Itália, atual presidente rotativo do Grupo dos Oito (G8, formado pelos EUA, Reino Unido, Japão, França, Alemanha, Itália, Canadá e Rússia).

Na cúpula, serão divulgadas as iniciativas adotadas por cada país em matéria de desenvolvimento sustentável, com objetivo de harmonizar e otimizar os recursos empregados em educação, meio ambiente, saúde, alimentação e segurança.

"O encontro aconteceu em um momento particularmente difícil, pelo sério impacto que a crise econômica está tendo sobre os países em desenvolvimento, fazendo perigar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio" das Nações Unidas, de acordo com a declaração de intenções, divulgada no site oficial das reuniões do G8 na Itália.

Já na cúpula do G20, que aconteceu no dia 2 de abril, os participantes entraram em acordo sobre diversas medidas de ajuda aos países em desenvolvimento, mas "ainda fica muito por fazer", sobretudo, em relação aos mais endividados.

A cúpula começa amanhã de manhã e termina na sexta-feira às 12h30, no horário local (8h30, no horário de Brasília), com uma entrevista coletiva.

"A cúpula de ministros de Desenvolvimento do G8 oferece uma perfeita oportunidade para divulgar os resultados de todos os debates sobre assuntos de desenvolvimento realizados em diversos fóruns internacionais até hoje", explica o site oficial da cúpula.

As reuniões marcarão, além disso, a linha dos temas sobre desenvolvimento social que serão abordados na próxima reunião de chefes de Estado e de Governo do G8, na cidade italiana de L'Aquila, do dia 8 ao dia 10 de julho. EFE mcs/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG