Imóvel da família Romanov em Jerusalém passa a ser propriedade do Estado russo

A Casa Serguei, propriedade em Jerusalém da família imperial russa Romanov, passou para as mãos do Estado russo após uma votação do governo israelense neste domingo, informou à AFP Marc Reguev, porta-voz do primeiro-ministro Ehud Olmert.

AFP |

O premier israelense, que irá à Rússia na segunda-feira, poderá transmitir a seus interlocutores em Moscou a tão esperada notícia sobre a transferência do imóvel para o Estado russo - que só foi possível graças a complicadas negociações do ponto de vista jurídico.

"Esta propriedade pertencia ao príncipe Serguei (irmão do czar Alexander III). Trata-se, portanto, de uma propriedade privada e não de um bem público. Dito de outra forma, o Estado russo não estava necessariamente habilitado a recuperar este bem", explicou à AFP Alexandre Zanemonets, professor de História Bizantina da Universidade de Haifa.

A votação do governo israelense foi apenas uma primeira etapa. O imóvel, situado em pleno coração da parte moderna de Jerusalém ocidental, é ocupado há décadas por inquilinos que gozam de um aluguel baixo e cuja saída ainda precisa ser negociada, indicou à AFP Eitan Margalit, diplomata responsável pelo assunto no ministério israelense das Relações Exteriores.

Na semana passada, o Supremo Tribunal da Rússia reabilitou o último czar russo, Nicolau II, e sua família, passando a considerá-los vítimas da repressão política comunista, em uma decisão muito esperada e bem recebida pelos descendentes da família imperial e da Igreja ortodoxa russa.

cad/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG