MADRID - Sob o lema pontes e não muros, cerca de 3 mil pessoas - segundo os organizadores - fizeram uma manifestação neste domingo, em Madri, contra a reforma da lei de estrangeiros e da política na Europa sobre esse assunto.

A manifestação foi convocada pela Federação de Associações de Imigrantes e Refugiados (Ferine), cujo presidente, Víctor Sáez, disse à Agência Efe que, com esta medida, pretendiam lançar uma "mensagem clara" à União Europeia e ao Governo espanhol sobre sua insatisfação com a atual política de estrangeiros.

Além de pedir ao Governo a retirada da atual reforma da lei de estrangeiros, os manifestantes exigiram o início de políticas de criação de trabalho para os imigrantes desempregados.

"Estamos dispostos a lutar até o final", disse Sáez, que explicou que convocaram uma assembleia geral de imigrantes para o próximo dia 30.

Além de Madri, estavam convocadas manifestações sob o mesmo lema em outras cidades espanholas, como Barcelona, Valência, Málaga, Alicante, Las Palmas e Lanzarote.

Leia mais sobre: estrangeiros na Espanha

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.