Imigrantes ilegais trabalham no serviço público britânico

Londres, 3 jan (EFE).- Pelo menos 349 imigrantes ilegais trabalharam nos últimos quatro anos no Governo, Prefeituras e na Saúde pública britânica, segundo revelou hoje The Mail on Sunday.

EFE |

De acordo com o jornal, que obteve os dados com o respaldo da lei de liberdade de informação, algumas destas pessoas que estavam ilegalmente no Reino Unido trabalharam em áreas sensíveis da Administração, como o Escritório de Fronteiras - que paradoxalmente atua diretamente com imigração ilegal - e o Ministério do Interior.

O Ministério do Interior admitiu à publicação que tinha empregado, por meio de uma agência de sub-contratação, 12 imigrantes ilegais, 11 nigerianos e um nativo de Gana, que trabalharam como limpadores, cozinheiros e guardas de segurança.

Em conjunto, três departamentos governamentais, 34 autoridades locais e 54 fundações do Serviço Público de Saúde reconheceram ao jornal que, desde 2006, tinham tido como funcionários um total de 349 imigrantes sem direito de residir no Reino Unido. EFE jm/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG