Imigrantes ilegais são achados na costa francesa

PARIS (Reuters) - Um grupo de 124 imigrantes, entre eles 38 crianças, foi descoberto em uma praia na Córsega, aparentemente abandonados na ilha francesa do Mediterrâneo por traficantes de pessoas, disse a polícia nesta sexta-feira. Alguns disseram pertencer à etnia curda da Síria, outros afirmaram ser de países do Oriente Médio ou da Tunísia.

Reuters |

Embora grupos de imigrantes ilegais costumem desembarcar em ilhas italianas, é raro que eles cheguem ao território francês.

Autoridades disseram que nenhum barco foi encontrado na praia da Córsega onde os imigrantes foram encontrados, o que leva a crer que eles foram deixados ali por traficantes.

O ministro de Imigração da França, Eric Besson, disse a repórteres que seu escritório está trabalhando com a Itália para localizar os traficantes.

"Um barco já chamou nossa atenção", afirmou, acrescentando que a embarcação estava em águas internacionais e que seria inspecionada em breve pela guarda costeira italiana.

Autoridades disseram que os imigrantes, que incluem cinco mulheres grávidas e nove bebês, estão em bom estado de saúde.

"Este evento mostra mais uma vez como é de grande importância para a União Europeia fortalecer a fiscalização ao redor de suas fronteiras. Não podemos deixar o Mediterrâneo cair nas mãos de traficantes de pessoas", declarou Besson.

(Por Crispian Balmer)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG