Imigrante é ser humano que tem de ser respeitado, diz Papa

O Papa Bento XVI afirmou neste domingo durante a oração do Ângelus que o imigrante é um ser humano que tem de ser respeitado, depois da perseguição aos trabalhadores africanos nos últimos dias no sul da Itália.

AFP |

"É preciso voltar ao coração do problema, voltar para o significado da pessoa humana", declarou o Papa, referindo-se aos enfrentamentos dos últimos dias em Rosarno, na Calábria, no sul da Itália.

"Um imigrante é um ser humano, diferente por sua procedência, sua cultura e suas tradições, mas é uma pessoa, que tem de ser respeitada e que tem direitos e deveres", disse Bento XVI.

"A violência nunca deve ser, para ninguém, a maneira de resolver as dificuldades. O problema é de ordem humana, e convido cada um a olhar para o rosto de um próximo e descobrir sua alma, sua história e sua vida pensando: é um homem, e Deus o ama como me ama", encerrou o Papa.

Os incidentes em Rosarno aconteceram após uma manifestação, na noite de quinta-feira, de várias centenas de trabalhadores agrícolas imigrantes - em maioria ilegais -, que protestavam contra a agressão de vários deles.

Os manifestantes incendiaram carros, e entraram em confronto com a polícia.

Sexta-feira, para se vingar, os moradores conduziram uma verdadeira "caça aos imigrantes", durante a qual cerca de 30 estrangeiros foram feridos. No dia seguinte, os trabalhadores imigrantes foram evacuados para outras regiões.

ljm/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG