Imagens mostram terrorista se despedindo da filha

Londres, 25 abr (EFE).- Imagens de vídeo mostradas em um tribunal britânico e emitidas pela BBC mostram o líder dos quatro terroristas suicidas de 7 de julho de 2005 se despedindo da filha, antes dos ataques que mataram 52 pessoas em Londres.

EFE |

No vídeo, exibido na quinta-feira no tribunal de Kingstone, no sul de Londres, que julga três homens acusados de cumplicidade nos ataques, Mohammad Sidique Khan aparece em frente a espelho filmando a si mesmo e a filha pequena, que está no colo do terrorista.

O terrorista, de 30 anos, acaricia os cabelos da menina, que tenta pegar a câmera de vídeo, enquanto lhe explica por que decidiu se sacrificar em nome de Alá.

Sidique Khan pede à filha que cuide da mãe e que aprenda a lutar quando crescer.

"Querida, não resta mais muito tempo. Vou sentir muito sua falta.

(...) você foi a maior felicidade da minha vida. Você e sua mãe, foi uma jóia. Não sei mais o que dizer".

"Gostaria de poder fazer parte de sua vida, especialmente quando você crescer, nos próximos meses, quando aprender a andar e a dizer coisas", acrescenta Khan.

"Mas tenho que fazer isso para nosso futuro, e será o melhor, tomara, a longo prazo. É o mais importante".

O terrorista beija então o cabelo da filha e continua: "Faço o que faço pelo Islã, não para obter nenhuma vantagem materialista".

O terrorista fez a gravação pouco após fazer suas orações de madrugada, em 16 de novembro de 2004.

Dois dias depois iria ao Paquistão para lutar contra as tropas americanas e britânicas que combatiam no vizinho Afeganistão.

Uma semana depois de Khan e outro dos terroristas suicidas, Shehzad Tanweer, chegarem ao Paquistão, ambos mudaram de plano e teriam decidido atacar a capital britânica.

Os dois homens voltaram ao Reino Unido em fevereiro de 2005 e cometeram os atentados suicidas cinco meses depois. EFE jr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG