Imagens de torturas no Iraque são divulgadas

SYDNEY - Vários meios de comunicação publicaram neste sábado 15 fotografias que refletem torturas nas prisões do Iraque e do Afeganistão, que supostamente fazem parte das duas mil imagens que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, quer evitar que sejam divulgadas.

EFE |

A difusão das fotos partiu da televisão australiana "SBS", que supostamente as comprou em 2006 por causa do escândalo de Abu Ghraib e decidiu revelá-las ontem.

As fotografias mostram prisioneiros nus e ensanguentados, um homem com uma mensagem gravada nas nádegas que diz "Sou um estuprador" em inglês, um prisioneiro algemado, outro com o corpo cheio de excrementos e outro pendurado de cabeça para baixo e sem roupa, entre outras imagens aterradoras.

A Administração Obama anunciou na quarta-feira passada que recorrerá da decisão de um tribunal de permitir a desclassificação das duas mil fotos, tal como tinha solicitado a Associação Americana pelas Liberdades Civis.

A Casa Branca alega que a publicação das fotos poderia desencadear uma nova onda de antiamericanismo no mundo muçulmano que pusesse em perigo a vida dos soldados americanos lá destacados.

Leia mais sobre: tortura

    Leia tudo sobre: tortura

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG