Ilusão de sexo livre atrai turistas na China

O povo mosuo, um grupo que vive às margens do Lago Lugu, no sudoeste da China, tem uma sociedade centrada nas mulheres. Para muitos casais mosuo, viver em casas separadas e ter outros parceiros sexuais é normal e até fortalece os relacionamentos.

BBC Brasil |

Os mosuo são cerca de 30 mil pessoas e vivem principalmente nas províncias de Yunnan e Sichuan.

"Não temos nenhuma promessa de passar a vida juntos. Não há necessidade", afirma Ah Ke Da Ma, que tem um filho de 7 anos com um amante. "Nós só vivemos da melhor maneira possível, porque, na nossa sociedade matriarcal, mudamos de amantes, mas parentes de sangue nunca mudam."
"Estamos juntos há sete ou oito anos, mas ainda sinto a mesma coisa por ela", diz o amante de Da Ma. "Passaram-se vários anos, mas ainda estamos apaixonados."
Alguns dizem que são justamente os hábitos diferentes dos mosuo que fazem a sociedade ter praticamente criminalidade zero, embora não existam estatísticas ou estudos para confirmar a teoria.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG