Uma enorme operação de resgate e limpeza estava em curso neste domingo no Texas, após a passagem do furacão Ike, agora uma tempestade tropical, que espalhou devastação sobre uma faixa costeira de 800 km de comprimento e deixou pelo menos três vítimas fatais, segundo o balanço oficial.

Mais de 48 horas depois do olho do furacão ter alcançado a estação balneária de Galveston, as autoridades anunciaram a morte de três pessoas - um balanço pequeno, considerando a extensão dos estragos.

"O pior cenário que havia sido projetado em algumas áreas não aconteceu", declarou o governador do Texas, Rick Perry, que anunciou "a maior operação de socorro e busca de toda a história do estado".

Por volta do meio-dia, equipes de socorristas apoiadas por dezenas de helicópteros já haviam resgatado 940 pessoas ao longo da costa texana, informou a mídia local em Houston.

O secretário de Segurança Interna, Michael Chertoff, citou alguns mortos no sábado e disse que o balanço poderia aumentar nas próximas horas, particularmente entre as pessoas que não abandonaram a região.

Galveston, pequena cidade balneária situada em uma ilha entre uma lagoa e o Golfo do México, com 58.000 habitantes, foi atingida por ventos de mais de 200 km/h e permanece sem energia elétrica desde sexta-feira, porque a invasão da água do mar misturada ao lodo tomou as ruas.

O fenômeno natural deixou cenas de desolação, com postes e palmeiras no chão, cabos elétricos destruídos, semáforos pendurados, vidros quebrados, tetos arrancados, barcos em terra firme.

Neste domingo, os habitantes que haviam permanecido no balneário tentavam desesperadamente embarcar nos ônibus disponibilizados pelo governo para deixar a cidade.

"Foi meu primeiro furacão. Não queria partir logo depois", contou Aisha Turner, uma jovem de 18 anos. "Mas tudo começou a ficar em pedaços e minha filha tremia de medo. Então eu procurei um abrigo".

Um total 2,2 milhões de pessoas abandonaram o Texas e mais de 130.000 o estado vizinho da Louisiana. Mais de três milhões de pessoas permanecem sem energia elétrica nos dois estados.

Funcionários advertiram que pode levar semanas para reestabelecer a rede, o que levou as autoridades de Houston a declarar toque de recolher das 21H00 às 06H00, para evitar acidentes nas estradas com árvores caídas, linhas de alta tensão e vidros quebrados.

Neste domingo, o Ike deixou o Texas e seguia em direção ao Arkansas e a outros estados do vale do Mississippi, acompanhado por tempestades. O furacão, de categoria 2 quando chegou às costas, perdeu força e foi rebaixado para tempestade tropical.

O furacão também levou destruição às ruas de Houston, quarta maior cidade do país, situada a 70 km da costa. Um toque de recolher à noite foi decretado por toda a semana para evitar saques.

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, muito criticado em 2005 pela reação demorada à passagem devastadora do furacão Katrina pela cidade de Nova Orleans, anunciou neste domingo que vai viajar na terça-feira para o Texas.

"Irei ao Texas na terça para expressar o apoio do governo federal. Para expressar por um lado a solidariedade e por outro respaldo aos esforços de reconstrução", disse Bush após uma reunião com altos funcionários dos departamentos de Segurança e Emergência.

Além disso, o presidente anunciou que "o governo federal enviará 1,5milhão de litros de água e um milhão de refeições por dia para ajudar os desabrigados".

Além disso, o Ike teria danificado cerca de uma dezena de plataformas e instalações petroleiras em sua passagem pelo Golfo do México, segundo informações preliminares divulgadas neste domingo por uma porta-voz do serviço americano de Gestão de Recursos Minerais (MMS).

"Segundo informações preliminares obtidas depois de sobrevoar a zona, há uma dezena de plataformas danificadas", disse Eileen Angelico à AFP. "Mas essa informação ainda não foi confirmada", advertiu.

Mais cedo neste domingo, o preço do petróleo havia perdido 2 dólares em Nova York, negociado a 99,30 dólares, com um mercado mais tranqüilo após o impacto relativamente limitado do Ike.

As refinarias de petróleo da região de Houston, no entanto, devem permanecer fechadas pelos próximos oito ou nove dias.

Ao todo, o furacão Ike pode ter provocado prejuízos entre 8 e 18 bilhões de dólares, segundo cálculo da empresa Eqeat. Bem menos que o Katrina, considerado o sinistro mais caro da história com 68,5 bilhões de dólares em perdas.

bar/fp/nh/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.