Ike deixa danos e pelo menos dois mortos, mas impacto é menor do que o temido

Houston (EUA) - A passagem do furacão Ike, degradado a tempestade tropical, deixou pelo menos dois mortos, inundações e danos consideráveis no Texas e Louisiana, mas os prejuízos não chegaram à gravidade temida.

EFE |


Diversas casas ficam alagadas em Galveston, no Texas

As autoridades no Texas informaram hoje da morte em Pinehurst de uma mulher que teve a casa atingida por uma árvore enquanto dormia.

Na Louisiana, um adolescente de 16 anos morreu ao cair de um bote de pesca na lagoa Dularge, inundada pelo furacão.

No Texas foi realizada a "maior busca e resgate na história do estado", de acordo com o governador, Rick Perry. Helicópteros, navios do serviço guarda-costeira e soldados da Guarda Nacional participam da localização e assistência de possíveis vítimas do furacão.

O secretário de Segurança Nacional, Michael Chertoff, que se deslocou esta tarde para as regiões afetadas, declarou em Washington antes de partir que tinham sido registradas "grandes" altas da maré e danos "significativos" em ambos os estados.

Perry, por sua vez, sustentou que "felizmente, o pior dos casos possíveis, o que se antecipava em algumas áreas, não chegou a acontecer".

Antes da chegada do "Ike", que tocou terra na ilha de Galveston com ventos superiores a 170 km/h, os meteorologistas tinham advertido inclusive da possibilidade de um "efeito tsunami" em partes do litoral texano, algo que não se cumpriu.

Perry explicou que os cabos elétricos tinham sofrido graves danos.

Segundo as companhias elétricas, em torno de 2,6 milhões de pessoas no Texas e Louisiana ficaram sem provisão elétrica e é possível que se demore semanas para restabelecê-lo totalmente.

As autoridades tinham pedido à população de Galveston e outras áreas para evacuar a região, mas dezenas de milhares de pessoas ignoraram as instruções.

Além da perda de eletricidade, "Ike" deixou em sua passagem milhares de casas inundadas, incêndios e vidros arrancados de arranha-céus.

As rotas de entrada aos portos em Galveston e Houston ficaram menos afetadas que o esperado. Também parecem ter ficado com relativamente poucos danos as refinarias que se concentram no Golfo do México e que representam 22% da capacidade americana.

Mesmo assim, calcula-se que os danos causados pelo furacão no Texas e Louisiana podem oscilar entre US$ 8 bilhões e US$ 18 bilhões.

Leia mais sobre: Furacão Ike

    Leia tudo sobre: ike

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG