Moscou, 6 dez (EFE).- O Santo Sínodo da Igreja Ortodoxa Russa (IOR) escolheu hoje para ficar à frente do patriarcado o metropolita Kiril de Smolensk e Kaliningrado, depois da morte do líder Alexei II.

Kiril, nascido em 1946 e favorito para suceder o patriarca Alexei, dirigirá assim a instituição religiosa até a escolha definitiva, que, segundo os estatutos, deverá ser feita no prazo de seis meses, ou seja, antes de junho do ano que vem.

"Entre os sete membros permanentes do Santo Sínodo foi escolhido em votação secreta para ficar à frente do patriarcado o metropolita Kiril de Smolensk e Kaliningrado", diz o boletim divulgado após a reunião.

Kiril é desde 1989 chefe do departamento do Exterior eclesiástico da IOR e em 1991 foi nomeado metropolita de Smolensk e Kaliningrado.

EFE egw/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.