Igreja ganha mochila cheia de dinamite como presente

Roma, 1 fev (EFE).- A comunidade religiosa de São Benedetto al Porto, de Gênova, no noroeste da Itália, recebeu uma peculiar doação das autoridades ferroviárias da cidade: uma mochila com 12 kg de dinamite que tinha passado como objeto perdido em uma estação.

EFE |

O "presente", entregue ontem e publicado hoje pelo jornal "Il Secolo XIX", alertou a Polícia genovesa, que já desativou os cerca de 64 cartuchos do explosivo que continha a mochila.

A bolsa foi entregue à comunidade religiosa, que trabalha com pobres e toxicômanos, como parte das frequentes doações que as autoridades ferroviárias da cidade fazem com objetos perdidos em suas estações e que passam um certo tempo sem serem procurados por seus donos.

"Estamos investigando em 360 graus, tanto nos ambientes da criminalidade comum, como nos políticos", declarou hoje o chefe da Polícia de Gênova, Salvatore Presenti, quem neste sábado recebeu a chamada do padre Andrea Gallo advertindo-o da presença da dinamite na mochila.

A Polícia tenta agora averiguar o momento exato em que a mochila foi deixada na estação do Príncipe de Gênova, embora suspeitem que ela possa ter ficado na seção de objetos perdidos desde 2007.

Amanhã, as autoridades ferroviárias da cidade farão uma reunião para abordar a necessidade de aumentar as medidas de segurança na estação genovesa. EFE mcs/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG