Igreja da Áustria deve pagar indenizações às vítimas de abusos

VIENA - A Igreja Católica da Áustria compensará economicamente as vítimas de abusos sexuais e maus tratos físicos perpetrados por religiosos, além de custear tratamentos psicológicos para ajudá-los a lidar com a experiência traumática.

EFE |

O anúncio foi feito por Waltraud Klasnic, presidente da Comissão Independente para as Vítimas, organização estabelecida pela Igreja depois do surgimento de denúncias de muitos casos de abusos, em sua maioria já prescritos judicialmente.

"Está claro que haverá dinheiro para indenizações e para tratamentos", assegurou Klasnic em entrevista na edição dominical do jornal "Österreich", embora não tenha especificado quantias.

"Temos de ajudar as pessoas que carregaram esse fardo durante anos", explicou a política democrata-cristã, nomeada há uma semana pela Igreja do país para dirigir a comissão que deve averiguar os abusos e ajudar as vítimas.

A Igreja da Áustria também criou uma site para centralizar as consultas e denúncias (www.ombudsstellen.at), assim como para tornar mais fácil as informações sobre como e onde buscar ajuda.

Neste ano, a Igreja registrou 566 notificações por abuso sexual e maus tratos físicos em instituições católicas, a maioria delas de décadas passadas e já prescritas judicialmente.

O presidente da Conferência Episcopal, o arcebispo Christoph Schönborn, realizou uma grande cerimônia de penitência quarta-feira na catedral de Viena. Várias vítimas de abusos subiram ao púlpito para contar as suas histórias.

Leia também:

Leia mais sobre Igreja Católica  e Vaticano

    Leia tudo sobre: igreja católicapedofiliavaticanoáustria

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG