Igreja americana nomeia homossexual como bispo

Igreja Episcopal escolheu como bispo Mary Glasspool, de 56 anos, que vive com outra mulher

AFP |

A Igreja Episcopal americana nomeou, pela segunda vez, um homossexual como bispo. Neste caso uma mulher, cuja eleição provocou uma reação violenta do chefe da Igreja Anglicana, da qual depende a Igreja Episcopal.

Mary Glasspool, 56 anos, que mantém abertamente uma relação com outra mulher desde 1988, foi nomeada bispo no sábado pela diocese episcopal de Los Angeles, durante uma cerimônia que reuniu três mil pessoas.

Esta é a segunda vez que um homossexual é ordenado bispo na Igreja Episcopal americana depois da nomeação em 2003 do reverendo Gene Robinson em New Hampshire (nordeste do país).

A eleição de Gene Robinson envolveu a Igreja Episcopal e toda a Igreja Anglicana em uma tormenta, provocando um cisma por parte de algumas dioceses e paróquias conservadoras.

Essa ruptura fez com que a Igreja Episcopal colocasse fim à nomeação de eclesiásticos homossexuais, uma proibição que logo foi retirada. A Igreja Anglicana conta com 77 milhões de fiéis no mundo todo, sendo 2,2 milhões nos Estados Unidos.

    Leia tudo sobre: bispohomossexualigreja

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG