Iemenitas saem de casa para fugir de choques entre Governo e xiitas

Sana, 16 ago (EFE).- Milhares de iemenitas abandonaram seus lares na província de Saada, no noroeste do Iêmen, devido aos confrontos entre as tropas do Governo e os rebeldes xiitas, segundo informou hoje o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV).

EFE |

Em comunicado, a organização explicou que os habitantes de Saada tinham ido a abrigos temporários nesta província e na vizinha de Omran, fugindo da ofensiva por terra e ar que o Governo iniciou na terça-feira contra insurgentes houthis, leais ao líder xiita Abdel Malik al-Houthi.

A Cruz Vermelha expressou preocupação com a segurança destas pessoas, principalmente com a dos deslocados que se encontram em acampamentos situados em Saada e que estão próximos à zona de combate.

O Comitê pediu às duas partes do conflito adotarem as medidas necessárias para proteger os civis e suas propriedades e para facilitar o tratamento dos ferimentos e dos doentes.

A organização internacional anunciou na nota que enviou uma equipe de 45 voluntários, entre eles cinco estrangeiros, para avaliar a situação humanitária e oferecer a ajuda necessária, em cooperação com o Crescente Vermelho do Iêmen.

As forças aéreas governamentais bombardearam duas zonas da província de Saada, enquanto as terrestres avançaram em direção às montanhas da zona de Al-Malahid, perto da Arábia Saudita, segundo fontes locais em Saada.

Os militantes xiitas disseram em comunicado que mataram nove soldados e feriram dezenas e que destruíram um tanque e dois veículos blindados durante os confrontos na mesma região. EFE ja/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG