Iemenitas que mantêm alemães reféns exigem soltura de membros da Al Qaeda

Berlim, 16 jan (EFE).- Os iemenitas que mantêm refém uma família alemã de cinco membros, dos quais três são crianças de pouca idade, exigem a libertação de vários membros da Al Qaeda em troca da soltura do grupo de ocidentais.

EFE |

Os radicais islâmicos que os sequestradores querem ver soltos estão presos em várias prisões do Iêmen, segundo a próxima edição da revista alemã "Der Spiegel", que destaca a preocupação das autoridades alemãs com a exigência feita pelos insurgentes.

Além da soltura dos membros da Al Qaeda, os sequestradores pedem US$ 2 milhões pela família e absoluta mobilidade para fugir, acrescenta a revista.

As autoridades do Iêmen, por sua vez, anunciaram ter entrado em contato direto com os sequestradores da família alemã, que há sete meses é mantida refém.

Segundo informações, os sequestrados e sequestradores estão na província de Saada, no norte do país. EFE jcb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG