Iêmen diz ter ferido com gravidade líder rebelde xiita

Cairo, 20 dez (EFE).- O Ministério da Defesa do Iêmen anunciou hoje que o líder dos rebeldes xiitas no norte do país, Abdel Malek al-Huti, foi ferido gravemente em um ataque do Exército, o que foi negado pela insurgência.

EFE |

Segundo o site do diário oficial do Ministério da Defesa, o Exército bombardeou a região de Maran, na província de Saada, no norte do país, e deixou vários "terroristas" mortos, entre eles o também dirigente rebelde Hassan Hammoud Gezaya.

No entanto, o escritório de imprensa de Abdel Malek al-Huti negou em comunicado divulgado pela internet que o máximo líder dos insurgentes xiitas tenha ficado ferido.

Os rebeldes qualificaram as informações divulgadas sobre novos ataques lançados pelo Exército de "imaginação".

O conflito entre os rebeldes xiitas e o Exército iemenita acontece desde 2004. Desde então, houve enfrentamentos intermitentes, intensificados em agosto quando as Forças Armadas lançaram uma ampla operação militar no norte do país. EFE hh/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG