Iêmen desmantela célula terrorista supostamente ligada a Israel

Cairo, 6 out (EFE).- O presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, anunciou hoje a detenção de uma célula terrorista com supostos vínculos com a inteligência israelense.

EFE |

O grupo foi detido há cinco dias, segundo informou Saleh em uma declaração divulgada pela agência oficial iemenita "Saba", porém sem dar detalhes. Segundo ele, os detidos serão postos à disposição da Justiça em breve.

Para Saba, a célula terrorista tem supostos nexos com os serviços secretos israelenses "apesar de defender a bandeira do Islã".

"O fenômeno do terrorismo é a praga das pragas", disse o presidente iemenita, que pediu às forças políticas que colaborem com a luta antiterrorista.

As declarações do presidente iemenita acontecem semanas depois de um atentado perpetrado por um grupo vinculado à Al Qaeda que causou 16 mortes.

O presidente iemenita foi o primeiro líder árabe a se unir aos Estados Unidos em sua luta mundial contra o terrorismo, após os ataques de 11 de setembro de 2001 em Nova York. EFE aj/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG