Iêmen bombardeia casa de líder da Al Qaeda supostamente morto

Sana, 20 jan (EFE).- Aviões iemenitas bombardearam hoje a casa de Aid al-Shabwani, um líder da Al Qaeda da Península arábica que supostamente foi morto na última sexta-feira em um ataque aéreo perto da fronteira da Arábia Saudita.

EFE |

Conforme o comunicado do Ministério da Defesa iemenita, é desconhecido o número de vítimas em consequência da ação contra a casa do terrorista, que fica em uma fazenda no vale de Obeida, na província de Marib.

Segundo testemunhas informaram à Agência Efe, três mísseis explodiram no local.

Em 15 de janeiro, as autoridades iemenitas informaram a morte de Shabwani em um ataque aéreo no qual, supostamente, morreram também o chefe militar da Al Qaeda na Arábia, Qasim al-Rimi e Amar Abada al-Waeli.

Rimi e Waeli são apontados como os responsáveis pelo atentado de 2 de julho de 2007, quando oito turistas espanhóis morreram.

Três dias depois, o grupo terrorista negou as informações divulgadas a partir de Sana.

Nas últimas semanas, diversos supostos membros da Al Qaeda foram detidos em diferentes províncias do país.

O Governo de Sana intensificou a campanha contra o grupo terrorista, depois que em 25 de dezembro um jovem nigeriano tentou explodir um avião com destino aos Estados Unidos, após partir do Iêmen. EFE ja/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG