Trinta e quatro supostos membros da Al-Qaeda morreram em um ataque aéreo na manhã desta quinta-feira contra uma área de encontro da rede terrorista na província de Chabwa, ao leste de Sanaa, capital do Iêmen.

"O ataque foi executado no momento em que dezenas de membros da Al-Qaeda estavam reunidos em Wadi Rafadh", afirmou uma fonte militar, que pediu anonimato.

A região citada é uma área montanhosa isolada da província de Chabwa, 650 km ao leste da capital.

O líder da Al-Qaeda na Península Arábica, Nasser Al-Whaychi, estava na reunião, segundo a mesma fonte, que citou entre os mortos outros dirigentes do grupo, como Saad al-Fathani e Mohammad Ahmed Saleh al-Umir.

No entanto, não teve condições de informar o destino de Nasser Al-Whaychi.

"Sauditas e iranianos presentes na reunião de Wadi Rafadh figuram entre os mortos", completou a fonte.

A operação aconteceu uma semana depois de um primeiro ataque do Exército que matou 30 membros da Al-Qaeda na província de Abyan, sudeste do país, e resultou na prisão de 30 extremistas.

mou/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.