Idoso mata 4 pessoas no Arizona e se suicida

Uma quinta vítima foi socorrida com vida e está em estado grave

EFE |

Um homem de 73 anos matou nesta quinta-feira quatro pessoas e deixou uma ferida gravemente em diferentes pontos do condado de Yuma, no Arizona, e depois se suicidou, informaram as autoridades locais.

As autoridades mencionadas pela imprensa dos Estados Unidos explicaram que averiguam se o homem, identificado como Carl Hal Dyess, estava alterado por conta de sua separação e se suas vítimas são amigos ou pessoas relacionadas com os trâmites.

De fato, a única vítima identificada até o momento, o advogado Jerrold Shelley (62), era especializado em casos de divórcio.

Hal Dyess disparou primeiramente contra Shelley por volta das 09h15 (horário local) e apenas alguns minutos depois a polícia foi advertida de um segundo tiroteio no condado.

Uma hora e meia mais tarde, o homicida foi encontrado dentro de um veículo em uma área desértica, cerca de 20 quilômetros ao noroeste da cidade de Yuma, que leva o mesmo nome do condado, após ter se suicidado.

O advogado foi assassinado no município, enquanto as outras quatro vítimas morreram em outros pontos do condado de mesmo nome. A pessoa ferida foi transferida a um hospital de Phoenix em condições críticas.

O fato obrigou as escolas do condado e os edifícios do Governo a permanecerem de portas fechadas por precaução, mas os locais voltaram a funcionar normalmente horas depois. 

    Leia tudo sobre: EUAVIOLÊNCIA (Atualização)

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG