Idade do pai pode aumentar risco de transtorno bipolar

A idade mais avançada de um pai pode estar associada a um maior risco de transtorno bipolar em seus filhos, diz um estudo publicado na edição de setembro da revista científica Archives of General Psychiatry. O transtorno bipolar, conhecido no passado como psicose maníaco depressiva, é uma condição mental comum em que o paciente apresenta mudanças extremas de humor, com episódios de intensa alegria, euforia e criatividade e também de humor muito baixo e depressão.

BBC Brasil |

Até o presente, excluindo-se um histórico de transtornos psicóticos na família do paciente, poucos fatores de risco haviam sido associados a esta condição.

Estudos anteriores, no entanto, associaram a idade mais avançada por parte do pai a riscos mais altos de doenças como a esquizofrenia e o autismo.

Serviço de saúde
A pesquisadora Emma M. Frans, do Karolinska Institutet, em Estocolmo, na Suécia, e seus colegas identificaram 13.428 pacientes com transtorno bipolar registrados no serviço de saúde sueco.

Para cada um, os pesquisadores selecionaram aleatoriamente cinco outros indivíduos registrados no sistema de saúde que eram do mesmo sexo e nascidos no mesmo ano, mas que não apresentavam a condição.

Quando compararam os dois grupos, os especialistas verificaram que quanto mais velho o pai de um indivíduo, maior a probabilidade de ele ou ela apresentar o transtorno bipolar.

Depois de fazer ajustes levando em conta a idade da mãe, pacientes com pais com mais de 29 anos apresentaram maior risco.

"Depois de fazermos controle para número de crianças, idade da mãe, situação socioeconômica e histórico familiar de doenças psicóticas, os filhos de homens com 55 anos ou mais tinham 37% mais probabilidade de ser diagnosticados com transtorno bipolar do que os filhos de pais com idades entre 20 e 24 anos", diz o estudo.

Mutações
Os filhos de mães mais velhas também apresentaram risco maior, embora menos pronunciado do que o verificado em filhos de pais mais idosos.

Para casos de transtorno bipolar diagnosticados antes dos 20 anos de idade, a idade do pai teve efeito muito maior e os pesquisadores não encontraram qualquer relação entre a condição e a idade da mãe.

"À medida que os homens envelhecem, seus espermatozóides são duplicados sucessivamente e novas mutações se acumulam como resultado de erros na cópia do DNA", diz o estudo.

"Mulheres nascem com seu suprimento completo de óvulos que passaram por apenas 23 duplicações, um número que não muda conforme elas envelhecem", acrescenta o texto.

"Portanto, erros na cópia do DNA não devem aumentar em número com a idade da mãe", escrevem os autores.

"O transtorno bipolar é uma condição cruel que traz alto risco de suicídio", diz a diretora-executiva da entidade ligada à saúde mental SANE, Marjorie Wallace.

"Existe uma grande variedade de fatores que tornam as pessoas mais ou menos suscetíveis a doenças como esta, então muito trabalho ainda precisa ser feito para que tenhamos melhores tratamentos e mais esperanças no futuro".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG