IBGE: número de grupos ambientalistas subiu 61% entre 2002 e 2005 no Brasil

Rio de Janeiro, 6 ago (EFE).- O número de ONGs dedicadas à defesa do meio ambiente no Brasil cresceu 61% entre 2002 e 2005, segundo um estudo divulgado hoje pelo IBGE sobre as fundações particulares e associações sem fins lucrativos que atuam no país.

EFE |

Por sua vez, o crescimento das ONGs em geral foi de 22,6%, de acordo com o IBGE.

O IBGE atribuiu este aumento à "grande preocupação mundial" sobre a questão do meio ambiente.

No entanto, o aumento no número de associações e ONGs tinha sido de 157% entre 1996 e 2002, o que indica uma desaceleração do ritmo de crescimento destas organizações em todo o país.

Apesar do aumento registrado entre 2002 e 2005, as associações dedicadas às ações de educação e pesquisa, saúde, e meio ambiente e proteção animal continuam sendo apenas 8,1% do total.

Segundo a pesquisa, mais de 35% das 338 mil organizações e entidades sem fins lucrativos que atuavam no Brasil em 2005 se dedicavam a defender os direitos e interesses dos cidadãos.

Os grupos com caráter religioso também se destacam, com 24,8% do total.

A distribuição regional das organizações no Brasil é similar à da população, ou seja, a maioria (42,4%) está na Região Sudeste.

No entanto, 4,8% das organizações estão na Região Norte, que concentra 8% da população brasileira.

Na Região Nordeste estão 38,9% das organizações de defesa dos cidadãos.

As ONGs brasileiras são na maioria pequenas, já que apenas 20,5% contam com algum profissional empregado.

A vida média de uma associação deste tipo no Brasil é de 12,3 anos. EFE jrt/wr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG