Ian Fleming defendia política de apaziguamento com Hitler

Londres, 14 jun (EFE).- O romancista Ian Fleming, criador de James Bond, defendeu em carta enviada em 1938 ao jornal The Times a política de apaziguamento com Adolf Hitler promovida pelo primeiro-ministro do Reino Unido na época, o conservador Neville Chamberlain.

EFE |

"Não haverá paz, nem retorno à prosperidade, nem felicidade na Europa até que a Inglaterra e a França concordem com o programa proposto por Herr Hitler em troca de um pacto de desarmamento", escreveu Fleming (1908-1964) na carta, à qual o "The Times" teve acesso hoje.

A carta foi publicada em 28 de setembro de 1938 enquanto o Reino Unido esperava o resultado da reunião entre Chamberlain e Hitler, em Munique.

Nela, Fleming argumentou que se as ambições territoriais de Hitler se limitassem às manifestadas em 1920 - unir o povo alemão numa Grande Alemanha, rejeitando o Tratado de Versalhes e obtendo novos territórios para a população alemã -, o Reino Unido deveria dar um passo atrás em seus planos bélicos.

Mas se a Alemanha pretendia se rearmar com fins agressivos, "como fez em 1914", então o Reino Unido deveria se preparar para a guerra, acrescentou.

Como muitos na época, Fleming achava ainda que as ambições territoriais de Hitler poderiam ser contidas com negociações diplomáticas.

A carta foi publicada no dia em que Chamberlain se reuniu com Hitler na Conferência de Munique, realizada para tratar da crise dos Sudetos, uma região da antiga Tchecoslováquia (Eslováquia e República Tcheca, atualmente) com uma minoria alemã a qual Hitler queria anexar.

Não há dúvidas, segundo o periódico, da dedicação aos esforços bélicos de Fleming, que, durante a disputa, serviu como oficial para os serviços secretos navais, assim como não há dúvidas de seu ódio pelo nazismo.

O "Times" lembra como muitos dos vilões das obras de Ian Fleming têm nomes alemães, como Hugo Drax, em "007 Contra o Foguete da Morte" - publicado em 1955 -, que é o ex-oficial nazista Hugo von der Drache. EFE ep/fh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG