Hungria considera aceitar presos de Guantánamo

Budapeste, 5 fev (EFE).- O Governo da Hungria está considerando a possibilidade de receber presos do centro de detenção de Guantánamo, mas, por enquanto, não chegou além da colocação do assunto, segundo a ministra de Exteriores húngara, Kinga Göncz.

EFE |

Em declarações publicadas hoje pelo jornal "Magyar Nemzet", a ministra afirma que todos os passos relacionados à amparada de presos de Guantánamo, cujo fechamento foi ordenado pelo presidente americano, Barack Obama, teriam que ser dados dentro do marco da União Europeia (UE) de negociações.

Göncz diz que "poderão passar meses" antes que se chegue a um acordo dentro da UE sobre o assunto.

A ministra lembra que a situação "se parece muito" com quando a Hungria aceitou receber 29 prisioneiros cubanos de Guantánamo, em agosto de 2007. EFE mn-jk/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG