A ordem de prisão da Corte Penal Internacional contra o presidente sudanês Omar al-Bashir por crimes de guerra e crimes contra a humanidade em Darfur constitui uma vitória para suas vítimas, afirmou nesta quarta-feira a ONG Human Rights Watch (HRW).

"Com esta ordem, nem mesmo os presidente continuarão com as mãos livres para cometer crimes horrendos", afirmou Richard Dicker, especialista em justiça internacional da Human Rights Watch.

"Ao decidir que o presidente Bashir deve responder pelos erros cometidos em Darfur, a ordem reduz a nada as repetidas negativas de Cartum sobre sua responsabilidade", acrescentou o especialista.

A HRW assinalou que o Conselho de Segurança da ONU deve agir com firmeza para obrigar o governo sudanês a manter a segurança no país e que não deve deixar Cartum utilizar a ordem de prisão como pretexto para reforçar sua política de obstrução contra a ação humanitária e de manutenção da paz em Darfur.

cel/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.